Curiosidades

 

Tente ler este texto:

 

De aorcdo com uma pqsieusa de uma uinrvesiddae ignlsea, oãn ipomtra a odrem plea qaul as lrteas de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia lrteas etejasm no lgaur crteo.

O rseto pdoe ser uma ttaol csãofnuo que vcoê pdoe anida ler sem gnderas pobrlmeas. Itso é poqrue nós oãn lmeos cdaa lrtea isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo.

Cosiruo, oãn é?

 

 Agora o texto correctamente escrito:

De acordo com uma pesquisa de uma universidade inglesa, não importa a ordem pela qual as letras de uma palavra estão, a única coisa importante é que a primeira e última letras estejam no lugar certo.

O resto pode ser uma total confusão que você pode ainda ler sem grandes problemas. Isto é porque nós não lemos cada letra isolada, mas a palavra como um todo.

Curioso, não é?

 

 

 

 

Hermann Ebbinghaus através das suas vastas experiências demonstrou que após 5 minutos de uma aprendizagem, cerca de 60% de toda a informação é esquecida, e apenas 25% de toda a informação fornecida fica para sempre reservada na nossa memoria, na nossa memoria a longo prazo…

Curioso não?!…

 

 

Fonte: http://gatocomvertigens.blogs.sapo.pt/216475.html

 


 

Bocejo

 

O bocejo é uma acção involuntária, na qual abrimos a boca e respiramos fundo. Pesquisas recentes afirmam que este mecanismo ocorre em fetos de 11 semanas de vida. Até certos animais, como cachorros, gatos e peixes, por exemplo, também bocejam.

Quando uma pessoa boceja, abre bem a sua boca, permitindo a inalação de uma grande quantidade de ar. Ao realizar a inspiração, o pulmão se expande, os músculos abdominais são flexionados e o diafragma é contraído. O bocejo também provoca o aumento do ritmo do batimento cardíaco, elevando-o em até 30%.

Até hoje, não se sabe exactamente o que provoca o bocejo. Existem três teorias que tentam explicá-lo. A teoria física afirma que nós bocejamos para obter uma maior quantidade de oxigénio e eliminar dióxido de carbono. Por esse motivo, segundo a teoria, nós bocejamos bastante quando estamos em grupo, uma vez que muitas pessoas produzem uma maior quantidade de dióxido de carbono no ambiente.

A teoria da evolução defende que os nossos ancestrais já realizavam uma espécie de bocejo para mostrar os dentes, e que este ato seria uma manifestação de confronto. Outra tese, e talvez a mais conhecida, é a de que o bocejo acontece em situações de tédio, fadiga ou cansaço.

Actualmente, não é possível explicar o porquê de o bocejo ser provocado. Provavelmente, o mesmo é um mecanismo necessário para o bom estado do corpo, já que aumenta a quantidade de oxigénio e o ritmo dos batimentos cardíacos. No entanto, estes benefícios poderiam ser facilmente proporcionados por uma actividade física, por exemplo. Desta forma, o bocejo ainda é um assunto a ser explorado.

Outro aspecto interessante é que, quando vemos e ouvimos alguém bocejar ou lemos algo sobre o tema – como este artigo – existe uma grande probabilidade de bocejarmos também.

 

Curiosidades (Ilusão de Óptica).doc (602,5 kB)