Etologia

 

Etologia é o estudo das regras de conduta dos animais em liberdade, com o objectivo de resolver problemas de sobrevivência e reprodução, tendo como uma de suas preocupações básicas a evolução do comportamento através do processo de selecção natural. No conceito de Selecção Natural sobrevive e só evolui o animal mais apto em determinado meio ambiente, a espécie melhor adaptada ao meio em que está inserida, aquele que obtém maior número de cópias genéticas, que acede, melhor que outro, à fonte de recursos (alimentação) e evita com maior êxito a depredação. Os etólogos estudam os padrôes de comportamente específicos das espécies no estado natural.

Hinde (1974 apud Carvalho, 1998) defende que os procedimentos de observação, descrição, experimentação e análise desenvolvidos para o estudo do comportamento animal podem ser utilizados no estudo do comportamento humano, com grande sucesso. Segundo Bowlby (1982), “a Etologia está estudando os fenômenos relevantes de um modo científico”. Segundo o mesmo, a abordagem etológica pode fornecer o repertório de conceitos e dados necessários para explorar e integrar dados e insights proporcionados por outras abordagens, como a psicanálise e a teoria da aprendizagem de Piaget.  

 A contribuição da etologia é a possibilidade de utilização de resultados obtidos em estudos de comportamento animal para a complementação, confirmação e / ou aprofundamento de conhecimentos sobre o homem. Essa contribuição é especialmente útil em problemas nos quais a experimentação com humanos é impossível, inconveniente ou éticamente incorrecto, como os estudos de isolamento social em primatas não-humanos. Estes estudos enriquecem a compreensão sobre os seres humanos.

 

 

  Bibliografia: www.wikipedia.org; http://www.dobermann-pt.com/ccvl/Etologia_1.pdf